O Palácio do Planalto monitora com preocupação a atuação de Ciro Nogueira na CPI da Pandemia.

Nas últimas duas semanas, o senador não fez perguntas a nenhum depoente e sequer abriu a boca em quatro reuniões — inclusive a desta quinta-feira.

Para auxiliares de Bolsonaro, a súbita timidez do cacique do PP é um sinal de que o desembarque pode estar nos planos.

Procurado pelo Radar, o senador informou que retorna na semana que vem à comissão, da qual era titular desde o início e passou a constar como suplente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco + um =