O governador da Paraíba, João Azevêdo, participa na manhã desta terça-feira (19) da solenidade que dá início à vacinação na Paraíba. A campanha começa com a vacinação simbólica da primeira paraibana, uma enfermeira do Hospital Clementino Fraga, de 71 anos, na Secretaria de Estado da Saúde.

O governador fez um apelo para que as pessoas se vacinem quando chegar o momento de cada fase. “Você que está em casa, entenda isso: a vacina salva!”, disse.

Estão presentes o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena; o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros; o secretário municipal de Saúde, Fábio Rocha entre outras autoridades da prefeitura e do estado.

O governador destacou a eficácia da vacina, alegando que 100% das pessoas que se contaminarem não irão necessitar de UTI, nem intubação. Outros 78% das pessoas contaminadas vão apresentar apenas sintomas leves e 50% não vai sentir sequer sintomas. “É uma tecnologia que conhecemos a centenas de anos, e é preciso entender esse processo de esclarecimento da população para que atinja o maior número de pessoas possível. Não podemos admitir Fake News que promovam campanhas de não-vacinação”, destacou.

Foto: reprodução/vídeo

Azevêdo também lembrou que historicamente a humanidade já testemunhou ao longo de sua existência centenas de casos que as vacinas foram a solução para vencer epidemias inteiras. “É o único caminho que temos, é um instrumento real de combate à Covid-19. Não existe remédio, existe vacina. Vamos à vacinação. A esperança venceu o medo, a ciência venceu o negacionismo e demonstrou uma capacidade de dar uma resposta tão rápida”, contou.

As pessoas vacinadas terão a segunda dose, farão a diferença e a cada nova remessa de vacina renove a esperança para ter até junho ou julho atingido a meta maior que é vacinar 1,2 milhão de paraibanos, e passar a pandemia da Covid-19 a ser apenas história e não um mal tão grande que já levou mais de 3,7 mil paraibanos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove + 10 =