Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

arrecadação federal com impostos atingiu R$ 149,1 bilhões em setembro, com aumento real de 12,87% em comparação ao mesmo mês do ano passado, informou a Receita Federal nesta terça-feira, 26. No acumulado desde janeiro, a soma chega a R$ 1.348,831 trilhão, com aumento real de 22,3%. Segundo o governo federal, estes foram os melhores resultados para o mês e o período desde 1995, o início da série histórica. A arrecadação também bateu recorde nos meses de fevereiro, março, abril e maio. A soma dos impostos é constantemente apontada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como indicador da retomada da atividade econômica em 2021 após o choque da crise sanitária. “O resultado pode ser explicado, principalmente, pelos fatores não recorrentes, como recolhimentos extraordinários de, aproximadamente, R$ 31 bilhões do IRPJ/CSLL de janeiro a setembro de 2021 e pelos recolhimentos extraordinários de R$ 5,3 bilhões no mesmo período do ano anterior. Além disso, as compensações cresceram 28% no período acumulado”, informou o Fisco.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez − dois =