O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou na noite deste domingo, 10, sobre o assassinato do guarda municipal Marcelo Arruda, que foi atingido a tiros por um bolsonarista enquanto comemorava seu aniversário de 50 anos com uma festa temática do Partido dos Trabalhadores. O caso ocorreu em Foz do Iguaçu (PR).

O presidente fez uma série de posts no Twitter, mas em nenhum deles prestou solidariedade aos familiares da vítima. Ele preferiu republicar uma mensagem de 2018 com ataques diretos à esquerda, e descreveu o epissódio como sendo o “lado de lá da facada”.

 

“Dispensamos qualquer tipo de apoio de quem pratica violência contra opositores. A esse tipo de gente, peço que por coerência mude de lado e apoie a esquerda, que acumula um histórico inegável de episódios violentos.”

Bolsonaro finaliza pedindo que as ‘autoridades apurem seriamente o ocorrido e tomem todas as providências cabíveis, assim como contra caluniadores que agem como urubus para tentar nos prejudicar 24 hora por dia.”

terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze − 15 =