O diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, Anthony Fauci, disse que a variante do coronavírus que teve origem no Amazonas pode se tornar “mais dominante” pelo seu maior grau de transmissibilidade.

A afirmação de Fauci, que também atua como consultor médico do presidente Joe Biden na Casa Branca, foi feita na noite dessa 2ª feira (25.jan.2021), em uma entrevista concedida à CNN norte-americana.

O médico comentou o tema porque a cepa identificada no Brasil foi detectada pela 1ª vez nos Estados Unidos. A variação foi encontrada em uma pessoa de Minnesota que esteve recentemente no território brasileiro.

“Se ela [a variante] tem a capacidade de se espalhar de maneira mais eficiente, é provável que se torne cada vez mais dominante, mas temos que esperar para ver”, disse.

 

 

De acordo com Fauci, a variação pode acelerar replicações e mutações da coronavírus, tornando as consequências da covid-19 mais graves.

“A notícia preocupante é que, à medida em que você obtém mais e mais replicação, pode obter mais e mais da evolução das mutações, o que significa que podem estar um passo à frente”, afirmou.

O consultor médico dos últimos 7 presidentes dos Estados Unidos disse, no entanto, que as vacinas contra a covid-19 devem ser eficazes contra a nova variação do vírus.

“A boa notícia é que as vacinas, como existem agora, ainda devem ser eficazes contra as mutações”, declarou Fauci.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 − três =