Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Integrantes do governo Bolsonaro se dizem “desanimados” com a insistência do presidente Jair Bolsonaro em se preocupar apenas com os apoiadores ideológicos – insistindo no negacionismo sobre a vacina, por exemplo – enquanto observam a formação de uma frente ampla no entorno do ex-presidente Lula.

Nesta segunda-feira (20), em avaliações de bastidores, fontes do Planalto ouvidas pelo blog da Andréia Sadi admitem que já há uma preocupação com a possível vitória do ex-presidente no primeiro turno da eleição de 2022. A ordem no governo, agora, é tentar desgastar a imagem de “moderação” que a chapa Lula-Alckmin, se oficializada, pode ter na campanha do ano que vem.

Por isso, bolsonaristas já anteciparam a estratégia digital contra Alckmin e Lula e passaram a encaminhar por mensagens de celular, nos últimos dias, vídeos antigos de Alckmin criticando Lula. O blog recebeu uma dessas peças por meio de bolsonaristas. Nesse vídeo, de 2017, Alckmin diz que “brasileiros estão vacinados contra o modelo lulopetista” e que “Lula quer voltar à cena do crime”, ao dizer que o ex-presidente queria voltar ao poder.

Apesar da estratégia, aliados políticos de Bolsonaro admitem que dificilmente o núcleo digital, liderado por Carlos Bolsonaro, terá êxito se Bolsonaro não “mudar” em temas reais para a população.

Do lado de Lula e Alckmin, o ex-governador já sabe que terá uma missão para ampliar a base de apoio do ex-presidente, se for oficializado na chapa: conversar com base de policiais e religiosos, segmentos onde Bolsonaro conta vantagem, hoje.

No final de semana, antes do primeiro jantar público entre os dois, Alckmin conversou com algumas lideranças, como Marcelo Freixo. A Freixo, deputado federal e pré-candidato ao governo do Rio pelo PSB, disse que está “animado” com a possibilidade de ocupar a vice do ex-presidente Lula.

Do g1, por Andréia Sadi

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × dois =