Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Criado em 6 de janeiro, o Alô Saúde realizou quase 300 atendimentos em uma semana, dos quais 78% apresentaram sintomas leves de síndrome gripal e foram orientados a ficarem em casa. A iniciativa da Secretaria de Saúde da Paraíba (SES-PB), liderada pela Escola de Saúde Pública da Paraíba (ESP-PB) e Hospital de Clínicas de Campina Grande, registrou uma média de 60 atendimentos por dia.

Durante o contato inicial, é feito o registro do nome, profissão e dados pessoais gerais do usuário. Em seguida, a pessoa é questionada sobre o principal intuito da ligação, seja para esclarecer alguma dúvida ou se apresenta sintomas gripais. Desde a implantação, 77% dos atendimentos foram de pessoas com sintomas e 23% para solucionar dúvidas.

“As duas dúvidas principais giram em torno da questão do tempo que a pessoa com sintomas gripais precisa ficar em isolamento domiciliar e qual medicação tomar. Ao final do atendimento, o usuário faz uma avaliação e 97% afirmaram que a dúvida foi respondida e 98,5% deu nota 10 para o serviço telefônico”, pontuou o diretor da ESP-PB, Felipe Proenço.

Com relação aos sintomas, as mulheres representam 59% das ligações. No total, 63% dos usuários são de João Pessoa, 17% de Campina Grande e as demais ligações foram feitas de outras 38 cidades. “Atestamos que 92% dos usuários que apresentam sintomas realmente estão com síndrome gripal. Destes, 78% foram orientados a ficar em casa, 12% a buscar atendimento numa Unidade de Saúde da Família ou Unidade de Pronto Atendimento e 7% precisaram buscar serviços de emergência. Para este atendimento clínico, o Alô Saúde registrou 98% de notas 10”, informou Felipe.

Alô Saúde – O interessado deve ligar para o número (83) 3211-9844, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, para ser atendido por médicos que tirarão todas as dúvidas e darão as orientações sobre as condutas necessárias ou qual serviço de saúde que deverá ser procurado, se for o caso. O serviço poderá ser acessado de qualquer localidade.

O objetivo da estratégia ‘Alô Saúde’ é tirar dúvidas relacionadas às doenças que apresentem sintomas gripais e evitar que a população se dirija aos serviços de referência em busca dessas orientações. Assim, os usuários poderão ter as informações necessárias em casa e a procura por atendimento médico presencial será indicada apenas para os casos de maior risco ou mais graves, evitando as longas filas de espera e aglomerações nos serviços de saúde.

Felipe Proenço destaca que o canal de atendimento tende a ser ampliado, no futuro, para outros agravos. “Com a redução dos casos de síndrome gripal, a ideia é que o ‘Alô Saúde’ possa ser utilizado para orientar a população sobre sintomas e procedimentos relativos a outras doenças, sempre no sentido de ampliar o acesso da população às orientações de saúde”.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 1 =