Gustavo Teixeira Correia, acusado de matar o taxista Paulo Damião em fevereiro de 2019, vai a júri popular. A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, no entanto, a sessão ainda não foi marcada. O crime aconteceu em frente a um supermercado no bairro do Bessa, Zona Norte de João Pessoa.

O advogado da família de Paulo, Getúlio Souza, em entrevista, disse que sua expectativa é que isso pode acontecer até agosto do ano que vem. Ele informou que por conta da pandemia julgamentos que já estavam marcados foram remanejados e, se a defesa não apresentar nenhum recurso, acredita que o acusado seja julgado ainda em 2021.

“A gente vai tratar acerca da autoria e materialidade do delito, onde possivelmente o acusado deverá ser pronunciado para ir à plenário. A gente está nessa fase preparatória serão ouvidas todas as testemunhas, bem como o acusado”, disse Getúlio.

Segundo o advogado, está sendo imputado ao acusado o crime de homicídio com duas qualificadoras, o que caracteriza crime hediondo, cuja pena é de 12 a 30 anos.

“A gente espera que após ser levado ao júri popular ele seja condenado com uma pena justa e severa”, disse.

Entre as testemunhas estão alguns familiares, pessoas que presenciaram o fato, o capitão da PM, além do motorista de aplicativo que levava o suspeito no dia do crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 + dezenove =