Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

ex-juiz Sergio Moro, que vai se filiar ao Podemos na próxima semana e anunciar sua intenção de disputar a Presidência da República em 2022, cultiva uma espécie de vice dos sonhos. Por afinidades ideológicas, formação acadêmica parecida e pelo que considera a seriedade da parlamentar, o ex-ministro disse  a interlocutores que o nome ideal para disputar a vice-presidência em sua chapa é o da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Não há, no entanto, nenhuma conversa concreta para que a parlamentar marche ao lado de Moro na campanha eleitoral do ano que vem, e Tebet também é oficialmente pré-candidata à Presidência em um movimento interpretado por parlamentares como necessidade de os emedebistas marcarem, pelo menos por ora, posição na corrida presidencial.

Conselheiros do ex-juiz lembram ainda que realidades particulares do MDB, como a tendência de o partido liberar seus correligionários a apoiar o ex-presidente Lula em estados do Nordeste e o presidente Jair Bolsonaro na região Sul, tornam praticamente nula a possibilidade de atrair a congressista para a chapa.

Desde que deixou o governo Bolsonaro em abril do ano passado, Sergio Moro tem sido estimulado a vestir o figurino de político e disputar um cargo eletivo. Depois de meses de reuniões com o Podemos, com familiares e com conselheiros, ele informou à cúpula de seu futuro partido a disposição de concorrer à Presidência. “Meu nome está à disposição”, informou ele a dirigentes da sigla. O anúncio, assim mesmo, de forma truncada, era o sinal de que o partido precisava para acelerar o ato de filiação e dar a partida para conversas mais concretas com setores importantes da sociedade. O posto de vice, por enquanto, segue em aberto.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 5 =