governador João Azevêdo (Cidadania) se reuniu na tarde deste domingo (7) para definir quais são os próximos rumos do Estado diante da lotação de UTIs e do combate à covid-19. Participaram da reunião representantes dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado, Assembleia Legislativa e Prefeitura de Campina Grande,.

 

Neste domingo, a Paraíba bateu o recorde de internações desde o início da pandemia e a maioria defendeu decretos mais rígidos em relação ao isolamento social.

Segundo as autoridades, o principal objetivo dessas regras é evitar o colapso no sistema público e privado de saúde e fazer com que a curva, que hoje é ascendente, comece a cair nos próximos dias.

Uma das sugestões apresentadas na reunião foi o fechamento de serviços não essenciais nos fins de semana. A proposta deve ser analisada juntamente com representantes de empresários e comerciantes do setor não essencial.

A partir do que foi discutido na reunião deste domingo (7), as autoridades deve continuar diálogos com representantes da sociedade civil, realizar novas reuniões e um novo decreto está previsto para os próximos dias. O decreto que rege o toque de recolher e as medidas restritivas atuais vale até esta segunda-feira (8).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco − três =