O PT resolveu apoiar Rodrigo Pacheco para o comando do Senado porque Simone Tebet é vista como aliada da Lava Jato.

O líder do PT, Rogério Carvalho, disse para o Estadão:

“Nós somos garantistas. Essa pauta que coloca em risco as garantias individuais, constitucionais e coletivas não nos agrada. Não queremos mudar o estado de consolidação das liberdades, presunção da inocência e garantias difusas por inovação de um ativismo judicial desproporcional. Não nos agrada aqueles que professam esta fé. Esta fé não é a nossa fé.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 + oito =