O Twitter tirou o perfil de Donald Trump do ar nesta sexta (8). “Após uma análise cuidadosa dos tuítes recentes do @realDonaldTrump e o contexto em torno deles, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitamento à violência”, disse a empresa.

Usuários da rede social vinham pressionando o Twitter por medidas mais drásticas desde que um grupo de apoiadores do presidente invadiu o Congresso, na quarta (6), onde acontecia a reunião que certificou a vitória Joe Biden nas eleições.

O ato aconteceu de forma violenta, com vandalismo, e resultou em pelo menos 5 mortes.

Naquele dia, o perfil de Trump chegou a ser temporariamente bloqueado. O Twitter tirou 3 posts do ar e ameaçou banir Trump se ele violasse novamente as politicas da rede social.

A conta foi reativada na última quinta (7) e foi por meio dela que Trump anunciou, nesta sexta, que não irá à posse de Biden, algo que não acontecia desde 1869.

Donald Trump, em vídeo gravado na quinta-feira (7) — Foto: Twitter/via Reuters

‘Congelado’ no Facebook

Ainda no dia da invasão ao Capitólio, Facebook e Instagram também anunciaram um bloqueio na conta de Trump por 24 horas. Mas, na quinta (7), Mark Zuckerberg decidiu que Trump ficará impedido de postar por tempo indeterminado nessas duas redes, ao menos até a posse de Biden, marcada para o próximo dia 20.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 + 10 =