O vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Marco Krieger, afirmou, em entrevista à CNN nesta sexta-feira (8), que as 2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford podem chegar semana que vem ao país. Ele disse também que o intervalo entre as doses do imunizante pode ser de três meses.

“Inicialmente, a gente tem uma eficácia muito alta já na primeira dose da vacina, ao redor de 73%. Mas é importante salientar que um reforço dessa vacina aumenta essa resposta. No caso desse reforço ser dado em um prazo de até três meses, o nível da resposta imunológica aumentou em sete vezes”, explicou Kreiger.

“A expectativa que tem agora é que a gente possa ter esses três meses de validação, e é o esse esquema que está sendo utilizado para o Reino Unido, e que está proposto pela AstraZeneca na sua bula.”

A fundação solicitou ontem à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o registro de uso emergencial do imunizante que será importado da Índia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − dezoito =