O general Santos Cruz, ex-ministro do governo Bolsonaro, descartou a possibilidade das Forças Armadas apoiarem uma tentativa de golpe do presidente em 2022. A informação é da Folha de S.Paulo.

“São profissionais, não dão suporte a aventureiros”, afirmou.

A declaração veio após Bolsonaro de que no Brasil pode acontecer algo pior do que a invasão do Capitólio nos Estados Unidos. Lá, o episódio deixou quatro mortos.

“O presidente tem que atuar dentro da lei para criar o voto impresso, e não ficar com ideia subliminar para fazer bagunça”, reforçou Santos Cruz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − um =