O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, comentou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, nesta quarta-feira (6), que espera que as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) retornem os atendimentos não-Covid-19, ainda hoje.

De acordo com Rocha, durante a visita feita com o prefeito Cícero Lucena (PP), nessa terça-feira (5), foi autorizada a decisão de levar ao conselho a abertura das UPAs para casos não-Covid-19. “A UPA pode atender todo mundo com a seleção dos casos gripais de um lado e outra normal. Todas vão voltar a funcionar, de preferência a partir de hoje. Não podemos sobrecarregar o Hospital Edson Ramalho”, disse.

“O cenário é simples e fácil de entender, 80% das pessoas que estão contaminadas com Covid-19 estão sem sintomas e vivendo socialmente, de máscara e com distanciamento social. O que impede uma pessoa que está transmitindo de ir a um hospital não-covid-19 e lá tirar a máscara e contaminar as pessoas? Quando se coloca uma UPA apenas Covid-19, está tirando a oportunidade das pessoas de prevenir e tratar outras doenças”, afirmou.

Para o secretário, basta apenas utilizar máscaras e obedecer os protocolos para se prevenir, apesar de muitos profissionais de saúde que utilizam os EPIs terem se contaminado. Em relação a isso, ele disse que as contaminações aconteceram fora do ambiente de trabalho. “Temos que criar uma nova vida em função da pandemia”, concluiu.

As UPAs voltaram a atender exclusivamente pacientes com sintomas moderados ou graves de síndrome gripal, em 6 de dezembro de 2020. A decisão levou em consideração o aumento no número de casos de infecção pelo novo coronavírus e, consequentemente, a alta na taxa de ocupação hospitalar.

O prefeito Cícero Lucena confirmou que a UPA dos Bancários vai passar a funcionar com serviço geral a partir desta quarta-feira e depois o serviço será ampliado às demais.

Com a exclusividade, os casos de outras doenças são atendidos pela rede de saúde, que disponibiliza na pediatria, o Hospital Municipal do Valentina; para gestantes, o Instituto Cândida Vargas; para casos de urgência e emergência, o Complexo Hospitalar de Mangabeira  (Ortotrauma) e o Hospital Edson Ramalho; e para casos de traumatologia, o Complexo Hospitalar de Mangabeira e o Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 8 =