O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) emitiu uma nota de alerta à sociedade sobre a possibilidade de uma segunda onda de covid-19 ainda mais grave do que a inicial. O CRM-PB recomendou que se evite ao máximo aglomerações nas festividades de fim de ano, para que não haja uma explosão de casos em janeiro.

Leia a nota na íntegra:

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba, nos limites das suas atribuições, vem alertar que os números de infectados e de óbitos por Sars-Cov 2 estão aumentando consideravelmente no Estado. Com as festas de final de ano e o elevado risco de aglomerações decorrente, é possível que em janeiro ocorra uma explosão de novos casos e uma onda epidêmica mais grave do que a inicial.

Os hospitais públicos e privados estão atendendo no limite da sua capacidade e os profissionais de saúde encontram-se sob forte estresse e sinais de esgotamento, arriscando as suas vidas, adoecendo e morrendo para atender à população contaminada pela Covid-19.

Recomendamos fortemente que as orientações de segurança sanitárias sejam rigorosamente observadas: a lavagem frequente das mãos, o distanciamento social e o uso de equipamentos de proteção individuais (EPIs). Além disso, os testes diagnósticos e leitos hospitalares devem ser oferecidos e estar facilmente disponíveis à população.

Nenhuma confraternização vale mais que uma vida e a dos nossos familiares e amigos pode depender da nossa decisão e atitude.

Não é hora para festas e aglomerações. Esperemos que a vacina chegue e a pandemia possa ser vencida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × quatro =