O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, comentou, nesta terça-feira (22), que o intuito do decreto estadual que restringe o funcionamento dos bares, restaurantes e similares é evitar o colapso na rede estadual hospitalar. Os estabelecimentos irão funcionar até 15h nos dias 24, 25, 31 de dezembro e 1º de janeiro.

“Desde que passamos a ter mais de mil contaminados por dia, e uma média de 13 a 14 óbitos por dia, que são números que preocupam, precisamos adotar medidas restritivas para que possamos caminhar até fevereiro quando iniciaremos a vacinação, sem haver colapso da rede estadual hospitalar”, destaca.

De acordo com o secretário, o decreto é extensivo a todos os 223 municípios que deverão obedecer e a partir das 15h funcionar apenas no modelo delivery ou que os clientes passem para pegar.

Fiscalização

Os Procons estadual e municipais, assim como a Angevisa, guardas municipais e Polícia Militar serão responsáveis por fazer com que se cumpra o decreto. “É essencial para que a população consiga ultrapassar o mês de janeiro”, contou.

O secretário também orienta que as pessoas evitem comemorações em ambientes de bares e restaurantes e que todos os prefeitos evitem eventos de comemorações de passagem de ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

treze − onze =