O segundo suspeito, de usar a motocicleta utilizada para matar matar o ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, se apresentou no início da tarde desta terça-feira (15), à Delegacia de Crimes contra a Pessoa, na Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, em João Pessoa.

O homem é apontado como um dos que utilizou a moto utilizada para cometer o assassinado do ex-político no dia 09 de dezembro de 2020, na Avenida de Sapé, no bairro de Manaíra, na Capital. Conforme o ClickPB acompanhou, na chegada à Central de Polícia Civil, o homem não quis falar com a imprensa. Ele será ouvido pelo delegado Victor Melo, responsável pelas investigações.

Além de prefeito de Bayeux, Expedito Pereira também foi vereador da mesma cidade e deputado estadual. Ele era médico gastroenterologista e clínico geral. Foi ainda secretário municipal de Saúde de Santa Rita (1986-1988). Como vice-prefeito de Bayeux (1989-1993, PMDB), assumiu o mandato de prefeito em 1992 após a morte de Lourival Caetano. Prefeito eleito por dois mandatos de Bayeux (1997-2000, PRP-PB; 2001-2002, PMDB-PB). Suplente na legislatura 2007-2011, assumiu o mandato de deputado estadual em março de 2009 na vaga de Iraê Lucena, nomeada secretária estadual de Ação Governamental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 1 =