A Federação Paraibana de Futebol (FPF) realizou nesta segunda-feira (140, em sua sede, uma reunião com representantes de sete dos oito clubes de futebol profissional da Paraíba para discutir a realização do campeonato estadual do próximo ano. Os dirigentes decidiram que sem o repasse de recursos do governo estadual não teriam condições financeiras de participar da competição em 2021. Eles assinaram, inclusive, uma ata do que ficou decidido.

A reunião foi conduzida pela presidente da FPF, Michelle Ramalho, e contou com a presença também do diretor de arbitragem da FPF, Gustavo Trindade; diretor de registro, Gerson Júnior; do Ouvidor, Tassiano Gadelha; dos representantes do Botafogo (como ouvinte); Atlético de Cajazeiras; Campinense; Treze; Sousa; Perilima; Nacional e São Paulo Crystal. Apenas o Belo não assinou o documento.

Os dirigentes alegam que, sem esses recursos, não podem “arcar com as despesas relacionadas a manutenção dos clubes, como por exemplo, a folha salarial dos jogadores”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 + dezenove =