O volume de serviços na Paraíba teve alta de 0,9% em outubro, frente a setembro, apontando para uma desaceleração da recuperação do setor, após queda de 20,5% registrada em abril deste ano, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviço (PMS), divulgada nessa sexta-feira (11), pelo IBGE. O indicador paraibano ficou abaixo da média nacional (1,7%) e foi o 4º menor do Nordeste – maior apenas que os observados no Piauí (-4,4%), Maranhão (-4,1%) e Ceará (0,6%).

Já a receita nominal no estado teve um crescimento de 2,3% no período, que se aproximou da média brasileira (2,4%). Embora esse tenha sido o 6º índice positivo seguido na série histórica paraibana, também aponta para uma desaceleração, tendo em vista os constatados em agosto (8%) e setembro (3%).

Nas demais comparações feitas pela pesquisa, tanto a média nacional como a Paraíba apresentaram resultados negativos. No entanto, os indicadores estaduais tiveram reduções mais intensas que as constatadas na média do país.

Em relação a outubro de 2019, as quedas no setor paraibano foram de 9,1% no volume e de 8,4% na receita, ao passo que, se considerado o acumulado até então neste ano, as retrações são maiores ainda, de 11,7% e 11,6%. Por sua vez, no acumulado de 12 meses, os recuos foram de 9,2% e 8,7%, respectivamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × 2 =