A partir de janeiro as prefeituras paraibanas estarão sob novas gestões. Em alguns casos, com prefeitos reeleitos. Em outros, com novos gestores ocupando o comando dos municípios. Independente disso, todos terão a obrigação de gerir milhões em recursos públicos e, claro, aplicar o dinheiro de forma correta – sem desvios.

Hoje, no Dia Internacional de Combate à Corrupção, o coordenador do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público estadual, Octávio Paulo Neto, mandou um recado para os futuros gestores paraibanos.

“Aquilo que chegar ao nosso conhecimento e for da nossa atribuição vamos continuar com a mesma intensidade. Os gestores tenham certeza que vamos continuar fazendo o que temos feito, cumprindo nossa obrigação”, disse ao Blog.

O Gaeco, aliás, é referência nacional no combate à corrupção e tem coordenado ações importantes no Estado. As operações ‘Calvário’, ‘Xeque-Mate’, ‘Cidade Luz’ e ‘Andaime’, apenas para citar alguns exemplos, dizem muito sobre o trabalho realizado pelo órgão nos últimos anos.

No que depender dos investigadores, os futuros gestores irão ‘andar na linha’. Do contrário, poderão ver o sol nascendo ‘quadrado’ por trás de grades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 + dezesseis =