BRASÍLIA – Mesmo em meio ao segundo turno das eleições municipais, lideranças políticas avançaram na última semana nas articulações para a sucessão na Câmara dos Deputados, marco do calendário político do início de 2021. Os movimentos mais claros da aceleração desse processo vêm do próprio presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que busca apoio para um candidato que tenha seu respaldo na eleição da Mesa Diretora em fevereiro. Esse grupo deve rivalizar com o encabeçado por Arthur Lira (PP-AL), que deverá contar com o apoio do presidente Jair Bolsonaro na disputa.

Maia foi ao Ceará na quinta-feira para uma reunião com o governador do estado, Camilo Santana (PT), e deputados do PDT e do PT na Câmara. No encontro, também estiveram presentes o senador Cid Gomes (PDT-CE) e seu irmão, Ciro Gomes, tido como possível candidato à Presidência daqui a dois anos. Na pauta estava a formação de um bloco capaz de unir partidos mais ligados ao centro e à esquerda na Casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × quatro =