Nesta sexta-feira (20) é celebrado o Dia da Consciência Negra em todo o Brasil. Apesar das homenagens e incentivo à não discriminação por raça, ainda persiste uma sub-representação dos negros na esfera dos poderes Legislativo e Executivo.

No último domingo (15), apenas 112 candidatos, dentre prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, que se classificaram como negros conseguiram se eleger na Paraíba.
Dos 2.363 candidatos que foram eleitos no primeiro turno, entre prefeitos, vereadores e vice-prefeitos, apenas 112 se autodeclararam negros, número que corresponde a apenas 4,25% do total.

Conforme apurou o ClickPB, a maior parte dos eleitos, 1.378, se considera pardo, representando 52,28% do total. Já os candidatos brancos que foram eleitos são 1.081 (41,01%). Candidatos eleitos que não declararam a cor são 30 (1,14%), indígenas somam 18 (0,68%) e 17 se declararam amarelos (0,64%).

Dentre os 14 candidatos à Prefeitura de João Pessoa, apenas dois se autodeclararam negros, Rama Dantas (PSTU) e Nilvan Ferreira (MDB), que disputa o segundo turno.

Em todo o Brasil, cerca de 1,7 mil candidatos a prefeito que se declararam negros ou pardos conseguiram se eleger, correspondendo a 32% do total. O quantitativo representa um número maior do que o que foi registrado nas Eleições de 2016, quando 29% dos candidatos eleitos era negro.

Nas eleições municipais deste ano, um dado que chamou bastante atenção foi o que revela crescimento no número de candidatos negros. Em 2020, pela primeira vez, desde 2014, quando a Justiça Eleitoral passou a computar o critério raça, o número de candidatos negros foi maior do que o de candidatos brancos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 − nove =