O presidente do Supremo, Luiz Fux, “reagiu à maior ofensiva já perpetrada contra a Lava Jato, e levou para o plenário os processos criminais”, diz a Crusoé.

“A Segunda Turma composta por ministros como Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski e para onde desaguavam muitos dos recursos de réus da Lava Jato, vinha se transformando no paraíso dos criminosos do colarinho branco”.

Um ministro do STF comentou:

“Com Toffoli ou mesmo Kassio na Segunda Turma, viraria um passeio”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze − nove =