Partidos da base aliada começaram a disputar o presidente Jair Bolsonaro. O convite mais recente veio do MDB, feito pelo líder partido no Senado, Eduardo Braga (AM).

Sem sucesso na criação do Aliança pelo Brasil, o presidente está sem partido desde que deixou o PSL em novembro de 2019 – há quase um ano, portanto.

Nos últimos meses, Bolsonaro tem sido sondado por legendas do Centrão, grupo de siglas que passou a compor a base aliada do governo em maio. É o caso do Republicanos, que já abriga dois filhos do presiden o vereador Carlos Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro, ambos eleitos pelo Rio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezessete − doze =