A Justiça condenou a 17 anos de reclusão, o homem de 51 anos acusado de assassinar o professor de redação, José Alves Dionísio. A sentença foi proferida pela juíza Lilian Cananea na noite dessa terça-feira (6), em Santa Rita.

O julgamento – A magistrada informou que todas as questões de segurança em relação ao novo coronavírus foram observadas. “Vamos evitar qualquer tipo de aglomeração. Só foram convocados 25 jurados, entre suplentes e titulares, não será permitido público, apenas cinco pessoas da família do réu ou da vítima. Os sete jurados sorteados respeitarão o distanciamento de um metro e meio”, informou. Segundo a juíza, o julgamento foi realizado de portas abertas e todos as pessoas presentes fizeram o teste para a Covid-19.

O julgamento iniciou às 14h e a sentença foi lida às 22h.

Condenado a 17 anos de reclusão, em regime fechado, o homem já cumpria pena desde abril do ano passado. A defesa do acusado afirmou que irá recorrer da sentença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 + sete =