A sonolência durante o dia é o principal indicativo de uma noite desagradável. Essa situação pode ser resultado de algumas atitudes que estão prejudicando a noite de descanso e a qualidade do sono. O alerta é do neurologista e especialista em sono José Alberto Campos, médico cooperado da Unimed João Pessoa. “Um bom momento de repouso está relacionado à higiene do sono, principalmente o noturno, que é fisiológico e contribui para a saúde e longevidade”, diz.

Os benefícios de uma noite bem dormida se refletem desde a infância até a vida adulta. “Assim como a alimentação, o repouso noturno é necessário para completar a formação definitiva de cada um e promover o crescimento neurológico e psicomotor. Na adolescência, o hormônio responsável pelo ‘espichão do crescimento’ se manifesta durante o sono, por isso, a importância de cuidar das noites de repouso. A partir da fase jovem-adulta, o descanso vem como revigorador das energias gastas durante o dia”, explica o neurologista.

De acordo com José Alberto Campos, os principais distúrbios do sono são a apneia obstrutiva, que pode acontecer quando o indivíduo tem a má-formação e estreitamento da passagem da faringe, e a insônia crônica. “Elas são difíceis de classificar e tratar. Há as idiopáticas que têm relação genética; e as secundárias, relacionadas a hábitos e costumes da vida”, detalha.

Procure um especialista – A partir do momento em que se observa a sonolência interferindo no desempenho e na performance intelectual ou física, é necessário buscar ajuda de um especialista. “Esse tipo de incômodo pode ocorrer no transcorrer do dia, às vezes. Mas, além disso, é preciso observar também o ganho de peso, aumento da pressão arterial acompanhada de distúrbios do sono prévio. Se tiver alterações, é bom procurar um médico especialista”, recomenda Jose Alberto Campos.

Bons sonhos – É possível melhorar a qualidade do sono. Confira dez dicas para dormir bem e ter bons sonhos:

1.    Evite qualquer tipo de trabalho como rotina durante à noite.
2.    Não espere o sono na cama, assistindo à TV ou utilizando o computador.
3.    Mantenha o ambiente propício: quarto escuro e silencioso.
4.    Procure fazer uma leitura leve e suave. Até pode ver TV, mas fora do quarto.
5.    Pratique atividades físicas durante o dia.
6.    Evite se exercitar próximo ao horário de dormir.
7.   Alimente-se com comidas leves no período noturno.
8.    Evite o consumo de álcool.
9.    Não consuma bebidas ricas em xantina, como refrigerantes e café, após o jantar, pois são excitantes do sistema nervoso.
10.    Respeite a fisiologia do sono, obedecendo horários de dormir e acordar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × 4 =