Os jogos de futebol na Paraíba continuam sem previsão de ter torcidas. O motivo é que os gestores dos estádios deverão comprovar até o dia 13 de novembro de 2020 as recomendações solicitadas, por meio de laudos, sobre a situações dos locais. É necessário seguir as orientações que podem ser verificadas pelas notas técnicas emitidas pela Comissão Permanente Nacional de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, coordenada pelo Ministério Público da Paraíba. Caso não enviem no prazo estipulado, a Comissão não fará a verificação dos locais, deixando assim, que torcedores fiquem impedidos de assistir presencialmente nos estádios.

Nesse prazo, os gestores dos estádios, que sediam os jogos do Campeonato Paraibano de 2020 e jogos do campeonato de 2021, deverão comprovar essas recomendações. Eles devem enviar quatro laudos: Técnicos de Segurança; Vistoria de Engenharia; Prevenção e Combate a Incêndio; e Condições Sanitárias e de Higiene. De acordo com o coordenador da Comissão Estadual de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios da Paraíba, o procurador de Justiça Valberto Cosme de Lira, mesmo sem torcidas por conta da pandemia, pouco se modificou dentro dos estádios. “O que se sabe é que nenhum botou até agora uma palha de nada, a exceção do Governo do estado que fez a licitação. É uma firma ganhou a licitação e foi assinado o contrato para início das obras e isso é referente ao Amigão, Almeidão e o Perpetão”, afirmou.

Ainda de acordo com o procurador, duas notas técnicas já foram emitidas, inclusive para as federações que cuidam dos jogos. “Primeiro nós emitimos uma nota técnica da Comissão Nacional falando sobre esse problema. O que nós temos hoje é orientação da Comissão. A Comissão Nacional integrada por Ministérios Públicos de todo o Brasil que tem essas pretensões regionais. Logicamente que a medida que os promotores forem tomando conhecimento e se quiserem a gente volta a discutir a situação. O que hoje se tem a nota técnica que foi remetida a CBF e que também a todas as federais”, revelou.

Caso não cumpram até o prazo determinado, a Comissão Estadual não fará a verificação dos estádios, segundo disse em entrevista ao ClickPB, o procurador. “A Comissão não vai nem mais lá para fazer verificação porque os órgãos que fazem as visitas, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, são órgãos públicos, que utilizam os recursos públicos  não podem estar pra cima e pra baixo se os estádios dizem que fizeram e quando chegam lá não fizeram nada”, frisou.

Atualmente recebem regularmente os jogos os estádios Almeidão, Amigão, Carneirão (Cruz do Espírito Santo), Zé Cvalcante, Marizão (Sousa), Perpetão, e o Titão, em Lagoa Seca (mais que ainda não recebeu torcidas este ano).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × três =