Um mês após a explosão que devastou o porto de Beirute, em 04 de agosto, equipes de resgate libanesas que vasculhavam os escombros em uma área residencial detectaram sinais de vida sob os destroços. A informação é da Agência Reuters.

De acordo com o socorrista Eddy Bitar, os sinais (de respiração e pulso), junto com o sensor de temperatura, significam que há uma possibilidade de vida.

A entrevista foi concedida após a agência de notícias estatal do Líbano, informar que uma equipe com um cão de resgate detectou movimento sob um prédio desabado na área de Gemmayze, um dos locais mais atingidos pela explosão.

De acordo com a Reuters, os socorristas que estão trabalhando são voluntários do Chile especialistas em buscar sobreviventes em escombros após terremotos. Francesco Lermonda, um desses socorristas, contou que é raro, mas não inédito alguém sobreviver sob os escombros por tanto tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 14 =