“Eu nunca fui nem serei obstáculo em nosso partido. Trabalho incansavelmente para construir consensos e a união interna”. A afirmação foi feita pelo vereador Bruno Farias (Cidadania) ao comentar a hipótese de não ser indicado pelo governador João Azevêdo para ser o pré-candidato a vice na chapa encabeçada pelo ex-senador Cícero Lucena, do Progressista, nas eleições de novembro em João Pessoa.

Bruno reafirmou que é um “soldado do partido” e vai se engajar em qualquer missão que lhe for dada pelo governador joão Azevêdo. “Sou um soldado do partido. Qualquer missão que me for conferida, eu a cumprirei com o máximo de respeito, dedicação e, sobre tudo, lealdade ao governador [João Azevêdo], ao Governo e ao projeto político”, assegurou ele admitindo que poderá disputar a reeleição de vereador.

No entanto, Bruno Farias lembrou que muitas pessoas no Cidadania, que representam vários segmentos de classe, defendem seu nome para compor a chapa de Cícero Lucena, pré-candidato a prefeito da Capital. “Mas a decisão cabe ao governador. Existem muitas pessoas no partido que sugerem meu nome. A gente está amadurecendo esse discurso internamente. Não há nada definido ainda”, comentou.

Independente da decisão, o parlamentar garantiu que faz política pensando na unidade e que já tem maturidade suficiente, em pouco tempo de vida pública, de não guardar espaço para magoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um + cinco =