Eduardo d’Castro, primo de Michelle Bolsonaro, fez uma série de posts em uma rede social expondo sua briga com a primeira-dama e compartilhou as críticas nesta quarta-feira (13), afirmando que ela não fez nada para salvar a vida de sua avó, Maria Aparecida Firmo Ferreira, que morreu vítima do coronavírus em Ceilândia, no Distrito Federal, no mesmo dia.

“Obrigado por você não ter feito absolutamente nada por nossa avó. Tanto poder, tanta influência e por vergonha (sim, vergonha!) não ajudou seu próprio sangue. Você ajuda tantas pessoas, participa de projetos para ajudar os outros e sua própria família você vira as costas. Triste ver quem você se tornou. Não reconhecemos mais você”, escreveu.

A mulher do presidente Jair Bolsonaro ficou incomodada com a postagem de Eduardo e ele expôs todas as críticas que ela mandou nas mensagens particulares.

“Vou te processar por essa postagem. Acho melhor você rever sua postura em relação a esta postagem. Deixa de ser cretino. Você não é o rico da internet? Cuidado com as suas postagens, seu moleque. Você nem gostava da vó, seu falso. Seu merda! Cuidado”, esbravejou.

Em vídeo, o influencer, que tem mais de 33 mil seguidores no Instagram, rebateu cada um dos comentários da prima e afirmou que ela “baixou o nível” e que não tem medo de nenhum tipo de ameça que parta dela.

“A coisa está ficando bem séria. Sim, sou primo da criatura, a mais ingrata que conheci na vida. Foi a primeira vez que ela me respondeu aqui no Instagram e consegui chamar a atenção dela. Como vocês viram, ela disse que vai me processar, desceu o nível e nem parece uma primeira dama, mas ok e a gente nem releva essa parte”, comentou. “Não tenho medo dela, nem de quem ela é e menos ainda das coisas que ela pode fazer. Em momento algum falei mentiras sobre ela. Se quiser bater de frente, a gente vai. Não tem problema não”.

Eduardo também declarou que a imagem de uma primeira-dama é pública e salientou que não fez nenhum tipo de calúnia ou comentário mentiroso sobre o caso da avó.

“Ela é uma pessoa pública, é da família e em momento algum falei mentiras a respeito dela, sobre o nome dela e nem caluniei. Se quiser processar, vá em frente. Nós da família sempre a defendemos, tínhamos um carinho muito grande, mas o poder sobre à cabeça das pessoas. Se tornou uma pessoa que ninguém reconhece mais, não gosta mais e quem bajula faz isso por ela ser quem é”, disse.

Por fim, o influencer ainda deixou no ar que tem “muita coisa para falar” sobre Michelle que foram guardadas por anos para defender o nome e a posição da mulher do presidente da República.

“Pode xingar, gritar, espernear, mentir sobre o meu nome, não me importo porque não tenho medo dela. Se ela não tem educação, os meus pais me ensinaram isso muito bem. Vou bater de frente da forma como eu conseguir e que eu achar interessante e educado. É isso, gente, vocês vão conhecer mais da minha priminha. Eba”, ironizou.

Nota oficial

Michelle Bolsonaro se defendeu da exposição feita por Eduardo, disse que “infelizmene muitos se aproveitam da nossa posição para buscar holofotes” e compartilhou uma nota oficial assinada pela Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações.

“A primeira-dama Michelle Bolsonaro recebeu com pesar a notícia sobre o falecimento da avó. Ela sente e afirma que é um momento de tristeza e dor para toda a família. A senhora Michelle Bolsonaro lamenta que alguns parentes tratem certos momentos tão pessoais com oportunismo em desrespeito ao sofrimento de todos. Ela permanece recolhida em casa em tratamento contra o novo coronavírus e espera que o momento de luto seja respeitado, acima de quaiquer questões pessoais e familiares”, informou. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

doze + 4 =