A Justiça Federal autorizou a saída do país do ex-presidente da República Michel Temer, nomeado pela Presidência da República para integrar uma missão humanitária ao Líbano, onde uma explosão, ocorrida na semana passada, deixou dezenas de mortos e feridos. Temer é réu em dois processos e por isso precisa de autorização judicial para deixar o país.

A informação foi confirmada pelo advogado do ex-presidente, Eduardo Carnelós. O período da viagem será de 12 a 15 deste mês.

Temer foi escolhido por ser filho de libaneses, mas precisa de autorização por ser réu em dois processos relacionados à Operação Descontaminação. A autorização foi concedida pelo juízo da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − cinco =