O secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fábio Wajngarten, prendeu um suspeito nesta quinta-feira (6) em uma região nobre de São Paulo, após o homem tentar assaltá-lo no início da tarde.

Segundo o boletim de ocorrência, a tentativa de roubo ocorreu na esquina da rua Bela Cintra com a Alameda Franca, nos Jardins, Zona Central da capital paulista, por volta das 12h30.

O secretário das Comunicações disse aos policiais que um homem o abordou na rua, após chegar ao local de motocicleta, pedindo o relógio dele. O suspeito fez sinal de que estaria portando uma arma, escondida embaixo da camisa.

O próprio secretário reagiu e deu voz de prisão ao suspeito, correndo alguns metros para alcançá-lo.

Policiais militares foram acionados e chegaram ao local quando o suspeito já estava imobilizado e o caso foi registrado no 78º Distrito Policial (Jardins).

De acordo com o artigo 301 do Código de Processo Penal (CPP), “qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer que seja encontrado em flagrante delito.”

A reportagem do G1 solicitou maiores informações ao Palácio do Planalto e à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), e aguarda retorno.

Investigação

Em julho, o Ministério Público pediu o afastamento de Wajngarten do cargo, após uma reportagem do jornal “O Globo“. O jornal informou que a Secretaria de Comunicação Social, subordinada ao Ministério das Comunicações, tem negado informações públicas sobre gastos do governo com publicidade na internet.

Procurada, a Secretaria de Comunicação disse em nota que “jamais descumpriu as determinações da Controladoria-Geral da União (CGU)” sobre o fornecimento de informações (leia a íntegra mais abaixo).

Segundo Lucas Furtado, a permanência de Wajngarten no cargo pode retardar ou dificultar a apuração dos fatos questionados, levando a eventuais “novos danos ao erário” ou até mesmo “inviabilizar o seu ressarcimento”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 3 =