Rússia pretende iniciar em outubro uma vacinação ampla contra a covid-19 para a população. O plano foi anunciado neste sábado, 1.º, pelo ministro da Saúde russo, Mikhail Murashko, segundo agências de notícias internacionais. Ele indicou que a ideia é vacinar primeiro profissionais de saúde e professores.

No início desta semana, autoridades russas indicaram que uma vacina russa, em desenvolvimento pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, deveria ser registrada até meados de agosto, permitindo a vacinação de forma mais abrangente. Segundo Murashko, a vacina, que utiliza como base o adenovírus, já completou os testes clínicos e a documentação para seu registro já está sendo preparada.

Parte da mídia internacional vem criticando a rapidez do processo de aprovação da vacina, e questiona se o governo russo está colocando o prestígio internacional acima da ciência e da segurança da população. O chefe do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), Kirill Dmitriev, comparou o sucesso da Rússia no desenvolvimento de uma vacina ao lançamento do Sputnik 1, primeiro satélite artificial do mundo, pela União Soviética em 1957.

Segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, a Rússia registrou até agora 843 mil casos de infecção pelo novo coronavírus e 14 mil mortos, sendo o país com o quarto maior número de infectados e na 11ª colocação na lista das nações com o maior número de mortos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 5 =