O Ministério Público da Paraíba denunciou mais uma vez o ex-governador Ricardo Coutinho, a prefeita de Conde, Márcia Lucena e mais outras 4 pessoas.

Segundo a investigação o esquema seria uma cópia do que foi feito no Governo do Estado da Paraíba, operacionalizado por meio dos mesmos atores que atuaram na saúde do estado da Paraíba, através da Cruz Vermelha Brasileira e pelo Lifesa – Laboratório Industrial Farmacêutico do Estado da Paraíba -.

A denúncia pede a condenação dos envolvidos e requer também o afastamento da prefeita Márcia Lucena, eleita em 2016 com o apoio do grupo político do ex-governador Ricardo Coutinho.

Segundo a investigação Calvário em 2016 quando foi disputar as eleições para a Prefeitura de Conde, Márcia Lucena, teria acertado propina com a organização criminosa de forma que se ganhasse levaria para a administração de Conde o mesmo esquema adotado no Governo do Estado da Paraíba. E assim foi feito.

O esquema contou com a participação do empresário da Cruz Vermelha Brasileira, Daniel Gomes da Silva, da ex-secretária de Administração, Livânia Farias, do ex-servidor do estado Leandro Nunes de Azevedo, todos os três assinaram acordo de delação premiada na Operação Calvário.

Quem também participou do esquema , segundo a denúncia foi  José do Nascimento Lira Neto. A renúncia do mandato pelo vice-prefeito Temístocles, teria alterado os planos da gestora e dos aliados no esquema na cidade de Conde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove + vinte =