Cada vez mais interessado em temas sobre política nacional e as particularidades de cada partido político no emaranhado de siglas atual, Sergio Moro é, para interlocutores próximos, um candidato certo à cadeira de Jair Bolsonaro em 2022.

O ex-ministro, apesar de discreto, tem sido assediado por caciques partidários a se filiar em alguma legenda e, segundo amigos ouvidos pelo Radar, não tem descartado de pronto os convites. Moro ouve mais do que fala quando o assunto é a corrida ao Planalto, mas pensa bastante.

“Se tivesse que apostar hoje, diria que ele é mais candidato do que nunca. Só não precisa nem vai admitir isso agora”, diz um interlocutor próximo de Moro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − doze =