Segundo o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, “a imagem que estamos passando para o mundo não é boa, é péssima”. “Não sei se o Brasil está passando uma imagem pior na saúde ou na área do meio ambiente”, ele disse hoje em entrevista à Rádio Gaúcha.

Ontem, o Brasil chegou aos 75 mil mortos por Covid-19 e deve chegar em breve à marca dos 2 milhões de infectados pelo novo coronavírus.

Já o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, é alvo de ação de improbidade ajuizada pelo MPF que pede seu afastamento do cargo. De acordo com os procuradores, Salles age em nome de interesses comerciais, e não da proteção do meio ambiente. E tem agido para reduzir a proteção ambiental do país.

 

Mandetta foi demitido do governo em abril, por divergências com o presidente Jair Bolsonaro. O ex-ministro era a favor de medidas de isolamento social e o presidente, contra, com seu discurso sobre a necessidade de não parar a economia.

“Sociedade que não se protege leva mais tempo para se recuperar”, disse hoje Mandetta, à Rádio Gaúcha. “Essa doença derruba o sistema.”

“As pessoas que querem acreditar que não existe nada… Eu já escutei: ‘deixa tudo mundo pegar’. Seria uma carnificina, seria uma tragédia”, disse.

“Não sei se imagem do Brasil é pior na saúde ou no meio ambiente”, diz Mandetta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × um =