Dezenas de motoristas de transportes escolares voltaram a promover um protesto na manhã de hoje na entrada do Condomínio Alphaville, no Bairro dos Estados, onde mora o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV). Eles cobram a concessão de um auxílio emergencial para a categoria que está há quatro meses sem poder trabalhar, já que as aulas das redes particular e pública estão suspensas. A mobilização ainda pressiona a gestão municipal para que dê isenção de taxas de vistoria da Semob e ofereça cestas básicas para os condutores.

“Queremos deixar claro que não estamos pedindo que retornem as aulas, mas chamando atenção para a nossa dificuldade. Fomos os primeiros a parar de trabalhar e provavelmente seremos os últimos. Queremos que a prefeitura nos ajude e, para isso, vamos fazer protestos sistemáticos até que o prefeito nos receba para conversar”, disse André Sales, presidente do Sindicato dos Motoristas de Transportes Escolares da Paraíba.

A estimativa da prefeitura é de que as aulas presenciais sejam retomadas somente no segundo semestre deste ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 + 17 =