O ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos acertou uma delação que envolve o governador Wilson Witzel em casos de corrupção na Saúde.

O acordo foi feito com a Procuradoria-Geral da República (PGR) mas ainda não foi homologado, como mostrou reportagem do RJ2 nesta terça-feira (14).

Santos prometeu entregar um conjunto de provas que revelariam a participação do governador Wilson Witzel no esquema que mandou para a cadeia a cúpula da Saúde no estado, incluindo o ex-secretário.

Pelas redes sociais, o governador disse que o compromisso dele com a população do Rio de Janeiro é de governar com ética e transparência e que jamais se desviou do caminho da lei e que ninguém pode ser acusado sem provas

Prisão x dinheiro

Edmar Santos foi preso na sexta-feira (10). Fontes do Ministério Público do RJ afirmaram que operação foi antecipada porque o MP foi informado que Santos iria esconder R$ 8,5 milhões em espécie – o dinheiro foi apreendido, mas o MP só falou sobre o caso depois que as imagens vazaram nas redes sociais, sem revelar a quem o dinheiro realmente pertencia.

De acordo com Ministério Público, o aviso da existência do dinheiro foi dado por uma outra pessoa ligada ao esquema. Fontes do MP ouvidas pela reportagem do RJ2 revelaram que essa mesma pessoa estaria negociando um acordo de delação com o órgão.

Wilson Witzel — Foto: Jornal Nacional

Wilson Witzel — Foto: Jornal Nacional

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 3 =