O deputado federal Júnior Bozzella, vice-presidente nacional do PSL, negou que haverá reaproximação de seu partido com Jair Bolsonaro.

Ele disse ao UOL:

“O PSL escolheu defender o Brasil e não garantir a si mesmo. O governo se vendeu. Trocou tudo aquilo que sempre disse defender e acreditar para garantir a sua sobrevivência (…).

“Muito obrigado, presidente, mas nós não estamos à venda. Por gentileza, guarde os seus cargos para o Centrão e os seus amigos de estimação.”

Como publicamos mais cedo, Major Olímpio ameaçou abandonar o PSL após ler em O Globo sobre a tentativa de Bolsonaro de reaproximação com o partido.

“Me deu vontade de vomitar!”, disse o senador.

“Muito obrigado, presidente, mas nós não estamos à venda”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

6 + 16 =