O prefeito de Cruz do Espírito, Pedro Gomes (Pedrito), é alvo de  ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público da Paraíba.

Pedrito pode perder o acesso aos seus bens, totalizando no valor de R$11 milhões de reais e ficar inelegível de 3 à 5 anos por ter cometido diversas irregularidades.

A lista é extensa, de acordo com o documento, vai desde cheques sem fundos até atrasos de salários de funcionários. Os desvios de recursos públicos, despesas sem licitação, gastos lesivos ao erário público foram praticadas em 2015.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro + oito =