O secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, revelou ao ClickPB que 25% dos leitos de covid-19 do Município estão ocupados por moradores de outras cidades da primeira macrorregião, que inclui municípios como Guarabira, Itabaiana, Mamanguape, entre outros. Outros 40% são ocupados por moradores da Capital.

Por esse motivo, embora os números da doença em João Pessoa estejam apresentando redução conforme apontou o ClickPB, a interiorização da covid-19 exige atenção.

De acordo com Adalberto Fulgêncio, um dos cuidados que a prefeitura tem tomado para evitar o crescimento do contágio é monitorar os moradores de João Pessoa que trabalham em cidades do interior, especialmente os trabalhadores da construção civil.

O secretário citou como exemplo a cidade de Guarabira, onde a doença só chegou recentemente. ”Se a pessoa vai trabalhar em Guarabira, por exemplo, e volta para João Pessoa, ela pode trazer a doença”, explicou. Como o município do Agreste paraibano não tem leitos de UTI, os pacientes que precisam são transferidos para João Pessoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezoito + oito =