Novas áreas de instabilidade vão se formar e ganhar força no Sul do Brasil. Uma nova ciclogênese (formação de ciclone) e outra frontogênese (formação de frente fria) vão ocorrer sobre o Sul do Brasil até quarta-feira (09) colocando os três estados em alerta para temporais. A informação é do site Climatempo.

As projeções feitas pelos modelos de previsão numérica europeu (ECMWF) e pelo modelo norte americano (GFS) apontam para um ciclone menos intenso do que o que se formou no litoral do Rio Grande do Sul entre 30 de junho e 1 de julho de 2020. Mas isto não elimina o alto risco de temporais que podem ocorrer na Região Sul novamente entre os dias 6 e 8 de julho.

Ambos os modelos estão prevendo a organização completa da baixa pressão atmosférica sobre a divisa do Rio Grande com Santa Catarina durante a noite de terça-feira, 7 de julho, mas com pressão acima de 1000 hPa. A baixa pressão atmosférica se desloca para o mar, entre estes dois estados na madrugada/manhã de quarta-feira, 8 de julho, mas com valor próximo de 1000 hPa.

No decorrer da tarde/noite de quarta,8, a baixa pressão vai para o oceano e aprofunda, a pressão do ar cai mais e fica abaixo dos 1000 hPa, mas isto acontece já longe do continente, em alto mar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

7 + treze =