A presidente da Federação Paraibana de Futebol, Michelle Ramalho, declarou em nota divulgada neste domingo (5) que a FPF “foi surpreendida com a notícia de que dois dos seus colaboradores utilizaram do benefício do Auxílio Emergencial de forma irregular”. A denúncia foi feita pelo Esporte Espetacular, da TV Globo.

Ainda na nota, “a FPF salienta que não pode ser responsabilizada por atos individuais de seus colaboradores e não compactua com nenhuma irregularidade.”

Michelle Ramalho também cita na nota que tem compromisso com a recuperação da credibilidade do futebol paraibano, “que constantemente é atacado por organizações e pessoas que tentam relacionar o nome desta Federação com fatos negativos.”

A FPF livrou-se da polêmica da ‘eterna gestão’ de Rosilene Gomes, ao quebrar sua tradição de reeleições ao cargo de presidente da Federação. Mas continuou envolvida em denúncias, como as de manipulação de resultados de jogos, além da mais recente de realização de jogos fantasmas na pandemia do coronavírus. E, agora, com a denúncia de irregularidades com o auxílio emergencial envolvendo dois nomes da cúpula da FPF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze + treze =