Rachel Sheherazade não gostou de um comentário feito pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, sobre a construção de uma “Arca de Noé” no combate ao novo coronavírus. A fala bíblica foi reprovada pela jornalista, com o questionamento sobre quem seriam os escolhidos para a salvação.

“O prefeito do Rio de Janeiro só esqueceu que, no dilúvio bíblico, apenas a família de Noé sobreviveu. Quem terá o direito de se abrigar na arca do Crivella? Quem serão ‘os escolhidos’ para sobreviver à COVID?”, questionou a funcionária do SBT.

Parente do bispo Edir Macedo, dono da Record, o político do Republicanos disse em entrevista ao RJ1, telejornal da Globo, que construiu uma arca de Noé para enfrentar a possível segunda onda do novo coronavírus na capital carioca.

A alusão do evangélico foi feita em referência ao lançamento do Hospital de Campanha montado no Riocentro, na Zona Oeste da cidade, que começou a receber pacientes a partir do dia 1º de junho. Segundo ele, “estaremos com a nossa Arca de Noé pronta para enfrentar o dilúvio”.

Em busca da reeleição, o prefeito reafirmou na época que esperava a chegada de 300 respiradores comprados na China, previstos para chegarem à cidade no dia 8 de maio, para a conclusão do aumento do número de leitos no Rio.

Confira:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito − dois =