A jornalista Thaís Oyama relembrou uma declaração do ex-ministro Gustavo Bebianno de que uma pessoa ligada a Jair Bolsonaro teria tentado sequestrar o jornalista Lauro Jardim, de O Globo, e fez ameaças a outros profissionais do veículo. Segundo Thaís, Wassef foi o autor das intimidações

247 – O advogado da família Bolsonaro Frederick Wassef, que escondeu o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, em sua casa, planejou sequestrar o jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, afirmou a jornalista Thaís Oyama, no programa 3 em 1 da Jovem Pan nesta segunda-feira (22).

Thaís relembrou uma declaração do ex-ministro Gustavo Bebianno, que contou que Bolsonaro “parece que escolhe a dedo pessoas muito perigosas” para estar ao seu lado. Na ocasião, Bebianno revelou a tentativa de sequestro de Lauro Jardim.

A jornalista Thaís Oyama falou sobre a personalidade de Wassef e afirmou que foi o advogado o responsável pela tentativa de sequestro de Lauro Jardim. “Ele é um elemento altamente instável, tem uma personalidade muito forte e sabe intimidar. A gente já tinha falado aqui da entrevista que o ex-ministro Gustavo Bebianno deu para o nosso programa três meses antes de morrer, mas ele também fez um comentário interessante na mesma entrevista que também tem a ver com isso. Nessa entrevista o Bebianno disse, entre outras coisas, que o presidente Bolsonaro sabia escolher a dedo as piores pessoas para trabalhar junto com ele. Ele disse que uma pessoa em especial era muito perigosa. Ele contou que essa pessoa tinha o hábito de intimidar jornalistas e que tinha inclusive tentado sequestrar o colunista do Globo Lauro Jardim. Na época o Bebianno não falou quem era essa pessoa, mas essa pessoa era o Frederick Wassef”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

8 − 6 =