A pandemia de covid-19, causada pelo novo coronavírus, gerou uma demanda suprimida de cirurgias eletivas na Paraíba devido à necessidade de liberação de leitos para o tratamento emergencial da doença. Porém, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, destacou em entrevista nesta quinta-feira (18), que existem hospitais no Estado exclusivo para doenças não-covid-19 e que as eletivas voltarão a ser realizadas também nos demais hospitais assim que houver liberação dos leitos.

“Existe uma demanda refreada de cirurgias eletivas e o estado disponibilizou hospitais só para doenças não-covid, como em Souza, no Sertão da Paraíba; o Hospital das Clínicas em Campina Grande, destinado só para cirurgias eletivas. Além disso, na Grande João Pessoa, tem o Hospital Metropolitano que continua realizando cirurgias cardiovasculares de urgência e a partir do momento que os dentes de covid-19 forem diminuindo, haverá espaço para as cirurgias”, disse.

Essas cirurgias podem voltar em breve a ser realizadas, já que, de acordo com Medeiros, a Paraíba aumentou os números de leitos e UTIs que permitem uma boa taxa de recuperação e baixa letalidade da doença, que chega a 2,2%. Isso permite que o paraibano tenha disponibilidade de leito em qualquer região.

O secretário revelou que participará de uma reunião com o Conselho de Secretários de Saúde e para conseguir mais testes para o estado, isso vai permitir ter uma visão global de onde está o vírus. Medeiros alegou que a doença “atingiu a BR-230” e está se insinuando pelo interior, por cidades que abriram precocemente e estão tendo números de casos novos grande.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 5 =