O casal de pastores Rodrigo dos Santos e Jéssica Maciel, da Igreja Batista do Calvário, Paraná, viralizaram nas redes sociais depois de uma live em que participaram e contaram como se conheceram, mas não por um bom motivo, ele explicou porque a esposa se destacou no culto entre risos e comentários racistas.

“Na região la da Pioneira a gente não via loira, como a minha esposa, né? E quando ela veio pro culto, se destacou”. Em seguida, ao descrever o público dos cultos na Vila Pioneira, os comentários racistas passaram da fase sutil e começaram a ser mais específicos: “porque, tudo pessoal assim mais classe pobre…”. Jéssica o interrompeu dizendo “mais moreno, queimado de sol”, e riu.

Em meio aos risos Jéssica, Rodrigo foi além em suas opiniões: “(pessoal) meio moreninho, meio encardido, povo meio sujo…”. Nesse momento, Jéssica mudou o discurso, e, sem deixar de rir quase a gargalhadas, preferiu não confirmar aquela afirmação: “não, não é assim não”.

Para completar o relato do dia em que conheceu a esposa, Rodrigo foi além do racismo e partiu para o preconceito de classe e contou :“então pensei, essa daí é da zona mais nobre da cidade, mas ela era um pouquinho mais pra baixo, ali na Vila Paulista”. A pastora Jéssica respondeu dizendo que “eu era de lá, nem era da zona mais nobre, não”.

CONFIRA O VÍDEO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + treze =