O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (17) que, apesar de “alguns de nós não concordarem com alguns artigos, temos compromisso” com a Constituição Federal.

Bolsonaro deu a declaração durante discurso na posse do ministro do novo Ministério das Comunicações, Fábio Faria.

“O nosso povo respira liberdade. Temos uma Constituição pela frente, que pese alguns de nós até não concordarem com alguns artigos, mas temos um compromisso, todos nós. Do Judiciário, do Legislativo e do Executivo, de honrá-la e respeitá-la para o bem comum”, afirmou Bolsonaro.

“Tenho certeza que respeitando cada artigo da nossa Constituição, nós atingiremos o nosso objetivo para o bem de todos”, continuou o presidente.

Bolsonaro disse ainda que, apesar de “pequenos percalços”, não há momento como o atual vivido pelo país.

“Não tem momento como esse que vivemos no Brasil, que pesem os pequenos percalços, de ter ao seu lado uma grande parte da população confiante em nosso trabalho”, afirmou.

Fala a apoiadores

Antes do evento de posse, Bolsonaro falou com apoiadores na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada.

Ele disse que não será o primeiro a agir e, sem se referir diretamente a quem, afirmou que estão abusando e que está “chegando a hora” de tudo ser posto no seu lugar.

“Eu estou fazendo exatamente o que tem que ser feito. Eu não vou ser o primeiro a chutar o pau da barraca. Eles estão abusando, tá? Isso está a olhos vistos”, afirmou o presidente.

Para ele, a quebra de sigilos bancários de dez deputados e um senador governistas “não tem história nenhuma vista numa democracia, o mais frágil que ela seja”.

A quebra de sigilo bancário foi um pedido da Procuradoria-Geral da República, autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na última terça-feira (16). O objetivo da medida é identificar financiadores de atos antidemocráticos nos quais manifestantes pediram fechamento do Supremo, do Congresso e intervenção militar.

“O ocorrido no dia de ontem [terça-feira], no dia de hoje, quebrando sigilos de parlamentares, não tem história nenhuma vista numa democracia, o mais frágil que ela seja. Então, está chegando a hora de tudo ser colocado no devido lugar”, disse Bolsonaro.

“Está chegando a hora de nós acertamos o Brasil no rumo da prosperidade. E todos, sem exceção, entenderem o que é democracia. Democracia não é o que eu quero, o que você, o que outro poder quer, o que outro poder quer. Está chegando a hora, fique tranquila”, completou o presidente, ao se dirigir aos apoiadores.

A conversa de Bolsonaro com apoiadores foi transmitida pelas redes sociais do canal “Foco do Brasil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × quatro =