O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, explicou que a retomada das atividades deverá seguir os protocolos de saúde determinados no edital de flebilização do governo. O gestor ainda explicou que o processo inicial de retorno da economia avançará conforme a conscientização da população em seguir as orientações.

“Esse é outro momento crucial e a população precisa entender que esse processo de flexibilização é lento e se for atrapelado, ou seja se os municipios não obedecerem o plano seguindo as regras, nós teremos cenários semelhantes ao que está acontecendo em Curitiba e Belorizonte que adotaram medidas de reabertura e aumentou o número de contaminados. Estamos vigilante as reaberturas. Os prefeitos tem um papel fundamental e se não houver respeito aos protocolos será feito a retomada do fechamento e até lock down naqueles municípios que apresentarem aumento no contágio”, disse.

“Temos 80 mil paraibanos já testados. Nossa meta é testar mais de 400 mil paraibanos. Nós somos os segundo estado do Nordeste em testagem. Estamos vencendo essa batalha que depende da colaboração da população. As atitudes da população agora no início da flexibilização  refletirão nas ações futuras como a flexibilização total ou não da retomada das atividades”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × um =